Novas tendências de viagem pós-crise que os hoteleiros devem conhecer

As pessoas vão voltar a viajar? Em quais comportamentos de viagem devo investir? Qual será o destino do setor? Meus negócios vão poder voltar ao normal algum dia? Essas são algumas das perguntas que hoteleiros do mundo todo podem estar se fazendo quase todos os dias nas últimas semanas.

Você não é o único com essa preocupação.

No entanto, após a primeira fase da pandemia, países ao redor do mundo já começaram a reduzir as restrições impostas pelo coronavírus e a incentivar viagens locais.

Devido à constante evolução da pandemia, novas tendências e comportamentos de viagem começam a surgir. E Axel Hefer, CEO do trivago, acredita na retomada do setor, mesmo que de uma nova forma.

Assim, como vai ser a nova forma de viajar?

De acordo com Hefer, “a primeira fase da retomada de viagens vai ser 100% por conta própria, em termos de transporte e acomodações. Essa é a forma de viagem mais segura que podemos imaginar. As pessoas entram em seus carros com a família, chegam ao local, abrem as portas das acomodações e limpam tudo em segurança. Na segunda fase, as pessoas vão voltar aos hotéis. Há outras pessoas, mas há também várias restrições de segurança e distanciamento social. Além disso, a limpeza é constante e acurada”.

Isso significa que a demanda por viagens domésticas e de lazer logo vai aumentar e os hoteleiros vão voltar a receber viajantes em seus estabelecimentos. No início, as pessoas vão preferir ficar perto de casa e procurar hotéis ou acomodações alternativas que ofereçam ambientes seguros, higienizados e com distanciamento social. Além disso, as pessoas agora procuram viagens e estadias que garantam diversão e descontração para toda a família após a quarentena.

Por isso, é fundamental que os hoteleiros conheçam as novas tendências e comportamentos de viagem pós-crise para recuperar os seus negócios durante esse período. A seguir, vamos explorar as tendências atuais de viagem e, no próximo artigo, vamos compartilhar dicas de hospitalidade e marketing online sobre como atrair e satisfazer os viajantes hoje em dia.

Viagens de carro

Uma viagem a um parque nacional ou outra atração dentro do estado ou em um estado vizinho – assim podem ser as viagens em um futuro próximo. A retomada do setor pode começar com viagens de carro perto de casa, devido à sensação de insegurança associada a voos e aeroportos no momento.

As pessoas também vão poder deixar de lado viagens de luxo por enquanto para acampar ou viajar de carro até retomarem a estabilidade financeira. Assim, prepare-se para receber campistas e grupos que viajam de carro no seu estabelecimento com amplo espaço para estacionamento e uma recepção 24 horas, todos os dias.


Quer receber todas as notícias em sua caixa de entrada?
Inscreva-se para receber nossa newsletter hoje mesmo!


“Coronacations” (“corona-férias”)

Devido à COVID-19, alguns novos termos passaram a ser usados pela Geração Z e “coronacation” é um deles. De acordo com o UrbanDictionary, coronacation são “férias para aproveitar voos e hotéis baratos devido ao coronavírus em 2020.”

Com os primeiros sinais de recuperação e a vontade de voltar a viajar apesar do risco, as pessoas buscam ofertas e descontos em estadias. Para isso, os hoteleiros devem criar e implementar uma estratégia eficaz de gestão de receita que os permita promover ofertas e diversificar os fluxos de receita, em vez de simplesmente reduzir as tarifas dos quartos. Com isso, eles vão poder manter o poder de preço a longo prazo.

Coronasafe (“segurança ao coronavírus”)

Vamos ter que aderir às regras de distanciamento social até que uma vacina contra o coronavírus seja disponibilizada. Por isso, não é de se surpreender que a segurança ao coronavírus seja um novo critério de férias para os viajantes.

Os hotéis precisam estabelecer medidas para garantir a segurança dos seus hóspedes. Esse é o critério mais importante para promover tranquilidade e atrair viajantes no momento. Pudemos observar como os hotéis têm implementado soluções criativas e inovadoras para retomar as atividades do setor. Na Itália, por exemplo, existe a proposta de separar as cadeiras de praia e mesas de restaurante com painéis de acrílico.

Holistay (“férias perto de casa”)

A previsão é de que as viagens sejam muito mais curtas do que antes, devido à desaceleração econômica geral. Isso significa que as longas temporadas de férias podem se transformar em fins de semana prolongados. E as viagens e atividades perto de casa, conhecidas internacionalmente como “holistay” ou “staycation”, podem se transformar nas novas tendências do setor.

Os viajantes em busca de férias perto de casa costumam se interessar por atividades para toda a família. Assim, eles podem preferir acomodações com opções para crianças ou que aceitam animais de estimação. Eles também podem escolher iniciativas culturais e novas experiências, como aulas particulares de culinária, tours artísticos, caminhadas, esportes aquáticos e outros.

__________

Continue conferindo este espaço para descobrir como atrair e satisfazer viajantes locais no seu estabelecimento para fortalecer o relacionamento e a fidelidade com os hóspedes mesmo nesse período difícil.

Imagem destacada: Dino Reichmuth no Unsplash

Deixe uma resposta